Leonardo Boff: Devemos Mudar Nossa Relação com a Terra

Importante teólogo, filósofo e escritor, Boff reflete sobre as atrocidades que vivemos e nos desperta para a necessidade, urgente, de resgatar a bondade, a solidariedade e a amorosidade

Por Keila BisI
lustrações: Verônica Nunes

Como seria o Brasil se existissem mais e mais e mais brasileiros como Leonardo Boff? Uma pista: sua inteligência a favor de todos os seres vivos é tão brilhante quanto é o seu coração de humanidade. Aos 81 anos, o teólogo, filósofo, professor e escritor conta que na quarentena escreveu dois livros. Sim, dois livros saíram lá de dentro da sua alma para jogar luz sobre a chegada do coronavírus como resultado de um desrespeito absurdo com o meio ambiente. E, a outra obra, para apontar soluções que poderiam nos salvar. Num primeiro momento, salvar pode parecer uma palavra com atributos religiosos.

Mas, conforme se avança na leitura desta entrevista, fica claro que a religiosidade de Boff está plenamente embasada na realidade. E ele a compreende muito bem. Tanto por todo o seu conhecimento sobre política, meio ambiente, ciência, discriminação racial e social, sociologia e muitas outras áreas, mas também porque a sua vida é ao lado e em defesa dos pobres e excluídos. Tudo isso faz do teólogo um nome importante a ser ouvido e consultado principalmente quando alerta que, sim, corremos o risco de vida se a exploração dos recursos ambientais não tiver fim. Consagrado como um dos principais nomes da Teologia da Libertação do país e no exterior, nesta entrevista, o autor de mais de cem livros explica, entre outros assuntos, a perversidade do presidente Jair Bolsonaro, a relação coronavírus-Mãe Terra, a não democracia brasileira e por que boa parte dos católicos não são cristãos.

Leia a entrevista completa em: https://www.yam.com.vc/equilibrio/791448/leonardo-boff-precisamos-mudar-nossa-relacao-com-terra

Um comentário sobre “Leonardo Boff: Devemos Mudar Nossa Relação com a Terra

  1. Gostei muito da entrevista e concordo com o que disse Leonardo Boff sobre “o perverso projeto de Bolsonaro de desmontar tudo o que se fez nas últimas décadas que tanto beneficiaram os excluídos”, mesmo porque o presidente é o próprio golpe no estado, que foi dado com ele pela sua eleição de 2018. Nesse sentido, se me permite, gostaria de deixar aqui uma pequena crônica que escrevi “Contaminação por nitratos e por negacionistas”, recém publicada no site Brasil 247:
    https://www.brasil247.com/blog/contaminacao-por-nitratos-e-por-negacionistas
    Abraços fraternos,
    Heraldo Campos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s