Ainda o fundamentalismo

O ato terrorista perpetrado na Noruega de forma calculada por um extremista norueguês de 32 anos, trouxe novamente à baila a questão do fundamentalismo. Os governos ocidentais e a mídia induziram a opinião pública mundial a associar o fundamentalismo e o terrorismo quase que exclusivamente a setores radicais do Islamismo. Barack Obama dos USA e David Cameron do Reino Unido se apressaram em solidarizar-se com governo da Noruega e reforçaram a idéia de dar batalha mortal ao terrorismo, no pressuposto de que seria um ato da Al Qaeda. Preconceito. Desta vez era um nativo, branco, de olhos azuis, com nivel superior e cristão, embora o The New York Times o apresente “sem qualidades e fácil de se esquecer”.

Além de rejeitar decididamente o terrorismo e o fundamentalismo devemos procurar entender o porquê deste fenômeno. Já abordei algumas vezes nesta coluna tal tema que resultou num livro “Fundamentalismo,Terrorismo, Religião e Paz: desafio do século XXI”(Vozes 2009). Ai refiro, entre outras causas, o tipo de globalização que predominou desde o seu início, uma globalização fundamentalmente da economia, dos mercados e das finanças. Edgar Morin a chama de “idade de ferro da globalização”. Não se seguiu, como a realidade pedia, uma globalização política (uma governança global dos povos), uma globalização ética e educacional. Explico-me: com a globalização inauguramos uma fase nova da história do Planeta vivo e da própria humanidade. Estamos deixando para trás os limites restritos das culturas regionais com suas identidades e a figura do estado-nação para entrarmos cada vez mais no processo de uma história coletiva, da espécie humana, com um destino comum, ligado ao destino da vida e, de certa forma, da própria Terra. Os povos se puseram em movimento, as comunicações colocaram todos em contacto com todos e multidões, por distintas razões, começar a circular pelo mundo.

Esta transição não foi preparada, pois o que vigorava era o confronto entre duas formas de organizar a sociedade: o socialismo estatal da União Soviética e o capitalismo liberal do Ocidente. Todos deviam alinhar-se a uma destas alternativas. Com o desmonte da União Soviética, não surgiu um mundo multipolar mas o predomínio dos EUA como a maior potência econômico-militar que começou a exercer um poder imperial, fazendo que todos se alinhassem a seus interesses globais. Mais que globalização em sentido amplo, ocorreu uma espécie de ocidentalização mundo. Ela funcionou como um rolo compressor, passando por cima de respeitáveis tradições culturais. Isso foi agravado pela típica arrogância do Ocidente de se sentir portador da melhor cultura, da melhor ciência, da melhor religião, da melhor forma de produzir e de governar.

Essa uniformização global gerou forte resistência, amargura e raiva em muitos povos. Assistiam a erosão de sua identidade e de seus costumes. Em situações assim surgem, normalmente, forças identitárias que se aliam a setores conservadores das religiões, guardiães naturais das tradições. Dai se origina o fundamentalismo que se caracteriza por conferir valor absoluto ao seu ponto de vista. Quem afirma de forma absoluta sua identidade, está condenado a ser intolerante para com os diferentes, a desprezá-los e, no limite, a eliminá-los.

Este fenômeno é recorrente em todo o mundo. No Ocidente grupos significativos de viés conservador se sentem ameaçados em sua identidade pela penetração de culturas não-européias, especialmente do Islamismo. Rejeitam o multiculturalismo e cultivam a xenofobia. O terrorista norueguês estava convencido de que a luta democrática contra a ameaça de estrangeiros na Europa estava perdida. Partiu então para uma solução desesperada: colocar um gesto simbólico de eliminação de “traidores” multiculturalistas.

A resposta do Governo e do povo norueguês foi sábia: responderam com flores e com a afirmação de mais democracia, vale dizer, mais convivência com as diferenças, mais tolerância, mais hospitalidade e mais solidariedade. Esse é o caminho que garante uma globalização humana, na qual será mais difícil a repetição de semelhantes tragédias.

Leonardo Boff é autor de “Virtudes de um outro mundo possivel” 3 tomos, Vozes 2008-2009.

14 comentários sobre “Ainda o fundamentalismo

  1. “A resposta do Governo e do povo norueguês foi sábia: responderam com flores e com a afirmação de mais democracia, vale dizer, mais convivência com as diferenças, mais tolerância, mais hospitalidade e mais solidariedade. Esse é o caminho que garante uma globalização humana, na qual será mais difícil a repetição de semelhantes tragédias.”
    Mestre L.B. Deus o ouça. Que estas palavras sejam proféticas e que outras nações possam entender que o fundamentalismo, o terrorismo em suas variadas faces, não serão vencidos com guerras que dizimam inocentes ou com mais intolerância e violência. Infelizmente o que se vê hoje é a propagação da intolerância como projeto de poder. O que aconteceu no Brasil em 2010, em especial, durante o período eleitoral nos dá bem a dimensão dessa praga que assola o planeta. Infelizmente não estamos imunes a esse tipo de ataque.
    Abraços Gilson

    Curtir

  2. Oi Leonardo, obrigado pelo texto, que nos faz refletir ainda mais sobre a realidade dos fatos e a “realidade” que é mostrada ou vendida na tv, jornais e outros meios de comunicação. Cabe a nós, capazes de discernir entre o real e o ilusório, iluminar o caminho daqueles que (ainda) não conseguem.
    Grande abraço aqui da Alemanha,
    Vinicius Padula

    Curtir

  3. Caro Leonardo Boff,

    Penso que o ocidente não esperava por um ataque dessa natureza. Normalmente esse tipo de violência está associados a malucos, que o ocidente insiste em caracterizar como mulçumanos. Mas os mesmos povos que tem esse tipo de pensamento, tiveram que engolir um fundamentalista de olhos azuis e cristão. Seu artigo, como sempre, apresenta uma análise clara e objetiva que ajuda a entender, raciocinar e questionar essa nossa civilização, refém dos interesses financeiros e de poder, de grupos dominantes.
    Ótima palestra em Curitiba, por certo sua palavra será ouvida e entendida, o que representará um avanço e esperança na procura de um mundo melhor.
    Grande abraço

    Curtir

  4. A cultura dos dominantes sempre fez a historia oficial, isso em todos os tempos assimilando e esmagando tudo no caminho.
    Nossa época nao é mais violenta que qualquer outra, somente aspiramos todos à prefeiçao, à felicidade, o risco zero, em um mundo que nos obriga a cada dia à funcionar em um modo acelerado,queremos tudo e imediatamente, a questao é somos realmente feitos para tanta celeridade? temos realmente o tempo de refletir antes de agir ou somos manipulados por um excesso de informaçoes contraditorias?

    A industria do medo aumentou sua rentabilidade em seguros de todos os tipos.
    O medo nao é somente do estrangeiro, mas de uma mudança radical du modo de vida. Assim, esse noruegues,na incapacidade de gerenciar seu medo extremo, provou apesar de seu gesto que seu sentimento era fundado, visto que sozinho ele conseguiu matar 77 pessoas o que nao faria um grupo organizado de verdadeiros terroristas?(visto que ele é classificado como “fundamentalista”…respeitemos a nuance).
    A mensagem dele é para os “fundamentalistas”, nos abrimos nossas fronteiras, mas nao estamos prontos à reagir em caso de problemas, vejam.

    Longe de mim a idéia de justificar tal gesto ,mas somente de fazer um constato de uma situaçao latente na europa.

    Governos que nao governam mais, naçoes que perderam sua soberania em face de uma uniao européia que nao tem governo comum, nem forças de proteçao, nem economia unica em fim de contas quando se ve a Alemanha que consegue se sair tao bem, enquanto a Grécia rema contra a corrente.

    Uma uniao que se fez à força contra o acordo de todos os povos, uma burocracia esmagante em face de cidadaos que se sentem cada vez mais abandonados, com empresas que despedem os empregados para instalarem-se em paises onde a mao de obra é mais barata.

    A globalizaçao conseguiu partilhar a precaridade no mundo, cidadaos do primeiro mundo temem a decadencia social e sentem que nada podera protege-los.

    A extrema direita progride nesse largo espaço ignorado pelos democratas, talvez distantes da realidade de uma parte da populaçao que a precaridade ameaça e que a realidade social nao esta tao longe daquela dos imigrantes …

    Como dizia um dos meus poetas preferidos: “ ideologia, eu quero uma pra viver”…

    Curtir

  5. Como sempre lúcido e esclarecedor, Boff mais uma vez nos contempla com um texto que
    nos faz refletir.Bem diferente do que a grande mídia diz…
    O comentário do Gilson sobre o texto é perfeito.

    Curtir

  6. TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

    ENQUANTO NÃO SAIREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: “EURÁBIA”, COMO SONHAVAM.

    A realidade que poucos conhecem:

    A SUPREMA CORTE DA ESPANHA revogou a lei que proibia o uso de véu, e os devidos trajes das muçulmanas, porque recebeu ameaças da IRMANDADE MUÇULMANA!!!

    Assim como, todos os MOVIMENTOS contra os islamitas na Europa, logo são silenciados, porque as Organizações recebem ameaças de morte, pela IRMANDADE, nas quais estão incluídos os familiares.

    É terrorismo oculto, feito através do TELEFONE.

    Obs.: Também, sob ameaça de morte, forçam que se converta ao islamismo.

    Os muçulmanos se impõem na Europa, através de ameaças de morte ou ameaças de incêndios provocados, seja numa residência ou instituição pública, como foi o caso da Suprema Corte da Espanha.

    Exemplo claro: o caso do político holandês, que quer livrar seu país dos islamitas, e tem todos os motivos, e devido a isso, tem que andar com seguranças, usar carro blindado, para não ser assassinado pelos muçulmanos, em seu próprio país!

    Ainda, os islamitas pertencem a uma Seita Pedofílica e política, denominada islamismo, que se intitula religião, sem o ser, na qual a pedofilia é legalizada por lei do Islã.

    Em razão disso, se acham no direito de estuprar nossas crianças, podendo levá-las à morte, por hemorragia interna, e se sobreviverem, ficarão traumatizadas para o resto de suas vidas.

    Uma coisa é certa, eles também tem família, como nós!!!

    Então, vamos aplicar nos muçulmanos, a Lei de Talião:

    ‘OLHO POR OLHO, DENTE POR DENTE’.

    Assim, não poderão mais nos intimidar com ameaças, porque saberão que haverá o troco!!!

    No Oriente Médio, matam, estupram e mutilam cristãos e membros de outras religiões.

    Por que temos que os tolerar na Europa e em outros países civilizados, se eles nos odeiam e matam?

    VAMOS DAR UM BASTA!!! NÃO VAMOS CONTINUAR RECEBENDO ORDENS PARA RETIRÁRAMOS OS CRUCIFIXOS DAS IGREJAS, AS ÁRVORES DE NATAL DAS RUAS E ASSIM POR DIANTE. E AINDA SERMOS AMEAÇADOS DE MORTE, ASSASSINADOS OU DEIXAR NOSSAS MENINAS SEREM ESTUPRADAS PELOS PEDÓFILOS MUÇULMANOS, EM NOSSOS PRÓPRIOS PAÍSES, ONDE OS MUÇULMANOS SÃO INTRUSOS!!!

    E, viva a ISLAMOFOBIA, que varrerá do mundo, a chaga da humanidade: o islamismo e suas perversões sexuais: a pedofilia

    Obs.: os muçulmanos sempre envolvem os judeus nas descriminações, sendo que os judeus nunca foram taxados como assassinos, estupradores ou terroristas. É uma jogada maquiavélica dos islamitas, tentando espalhar o anti-semitismo (Neonazismo) pelo mundo, com intenção de enfraquecer a ISLAMOFOBIA.

    Curtir

  7. TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

    ENQUANTO NÃO SAIREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: “EURÁBIA”, COMO SONHAVAM.

    As verdades que não devemos esquecer:

    ANDERS BEHRING BREIVIK, da Noruega não é um assassino, é um idealista, assim como foi Che Guevara e outros, que arriscaram suas vidas e liberdade, em prol da humanidade. E. como o próprio Anders da Noruega declarou: “foi cruel, mas necessário”. Com seu ato, ao eliminar os islamitas e seus simpatizante, ele teve a intenção em alertar o mundo sobre os perigosos muçulmanos, que se infiltram na Europa e em outros países civilizados, sob qualquer pretexto, e na primeira oportunidade fazem terrorismo nos países que os acolheram.

    Alguns exemplos: na França, queimam as propriedades dos ocidentais, sob qualquer pretexto, e contratam desocupados para fazerem o “serviço”, em conjunto, para não serem incriminados. E, onde podemos observar que todas as Igreja estão pichadas, e apenas as Mesquitas não estão. Se fosse obra de pichadores, as Mesquitas também estaria. Na Rússia, mataram dezenas de crianças numa escola, mas ali não puderam negar a autoria. Na Itália, oito islamitas apenas, em poucos meses, estupraram mais de 600 (seiscentas) meninas de 12 a 16 anos de idade, obviamente virgens, o que foi amplamente divulgado. Na Inglaterra incendiaram várias cidades inglesas, somente porque um islamita foi morto pela polícia, e também estupram meninas inglesas. Nos USA todos sabem o que aconteceu, porque foi amplamente divulgado. No Brasil, um brasileiro que matou vários estudantes num colégio, tinha ligações com terroristas islâmicos, inclusive pela Internet.

    Portanto, podemos deduzir que todos os assassinatos nas escolas, no mundo inteiro, mesmo não sendo efetuados por muçulmanos, os atiradores são recrutados por eles.

    Islamismo não é religião, é Seita Pedofílica e política, com suas leis próprias, nas quais a pedofilia é legalizada por lei do Islã. Qualquer muçulmano jovem ou velho, pode casar com meninas de 9 (nove) anos de idade, para suas orgia pedofílicas, e quando morrem nessas orgias, apenas são substituídas por outras vítimas infantis. Alegam que é costume, para justificarem suas perversões sexuais. Os islamitas seguem o exemplo do pedófilo Maomé (Mohamed), que chamam de profeta, e cuja última esposa, a Ayshah, tinha apenas 8 (oito) anos de idade.

    Antes do ato de Anders Behring Breivik, a Nova Ordem dos Templários não era conhecida, agora essa Sociedade Secreta se espalhou pelo mundo inteiro, com milhares de seguidores, que estão aumentando a cada dia. Se era esse o objetivo de Anders, a divulgação, então conseguiu!!! E, a Islamofobia se fortificou pelo mundo civilizado, graças ao corajoso Anders de Noruega.

    Obs.: os muçulmanos, sempre covardes como todos os assassinos, se escondem por trás das “Estrelas Negras”, na Grécia, e outras denominações que usam, para promoverem revoltas e matanças, com intuito de dominarem os PAÍSES, posteriormente.
    O mesmo método estão usando na Síria, e depois culpam o governo Sírio, pelos genocídios que praticam

    Curtir

  8. Islamofobia…

    TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

    ENQUANTO NÃO SAIREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: “EURÁBIA”, COMO SONHAVAM.

    Antes de mais nada, ISLAMISMO NÃO É RELIGIÃO, mas, é uma SEITA PEDOFÍLICA E POLÍTICA, na qual a pedofilia é legalizada por lei do ISLÃ.

    A realidade: os cristãos ou membros de outras religiões não enviam assassinos para matar no Oriente Médio, porém, os muçulmanos enviam suas facções Terroristas, sob o pretexto que são “Fundamentalistas Islâmicos”, para matar no Ocidente.
    Muçulmanos recolhem dízimos nas Mesquitas, para o Terrorismo, então são cúmplices.

    No Oriente Médio, constantemente, estupram, mutilam e matam cristãos e membros de outras religiões.

    Por que então, temos que os tolerar na Europa e em outros países civilizados, se eles nos odeiam e matam?

    Os islamitas seguem, rigorosamente, o que está escrito no CORÃO (escrito pelo pedófilo Maomé, que chamam de Profeta), por esse motivo a PEDOFILIA é legalizada pela lei do ISLÃ.

    Também, nesse livro satânico que chamam de sagrado, o CORÃO, está escrito que todos têm que serem convertidos ao islamismo ou assassinados, de acordo com a tal “Guerra Santa”, que de santa não tem nada.

    Nos noticiários, poderemos saber das atrocidades que praticam nas indefesas aldeias e pequenas cidades da África: estupram suas meninas e jovens, e matam todos os homens, para que não mais procriem: os “Cães Infiéis, ao Maomé” (como chamam todos que não são muçulmanos). Em seguida obrigam suas vítimas a colocar o véu, e as transformam em muçulmanas, contra a vontade delas.

    Depois alegam, descaradamente, que islamismo é a “religião” que mais cresce no mundo.

    Entre outras perversidades: estupros de mais de seiscentas meninas e adolescentes, obviamente virgens, como foi amplamente divulgado na Itália. Na Inglaterra estupraram centenas de meninas, também amplamente divulgado. Assim como em todos os países europeus, onde estão infiltrados, acontece a mesma coisa.

    Ainda, picham todas as Igrejas nos países europeus, que os acolheram, onde podemos observar que apenas as Mesquitas não estão pichadas. Se fosse obra de pichadores, as Mesquitas também estariam.

    Depois reclamam da ISLAMOFOBIA?

    E, viva a ISLAMOFOBIA, que varrerá do mundo, a chaga da humanidade, o islamismo, e suas perversões sexuais: a pedofilia

    Curtir

    • Dagmar
      Não se pode combater um fundamentalismo com outro. Sua posição não se sustenta etica e politicamente.
      Não há outro caminho senão o diálogo,procurar entender porque se fizeram terroristas; porque durante seculos não so foram derrotados mas humilhados pelos ocidentais. A humilhação é uma das piores coisas que pode haver. Um torturado aguenta muita tortura. Pode até esquece-la. Mas a humilhação que vem junto, esta a pessoa nunca esquece. Quando todo um povo se sente humilhado, especialmente, os palestinos,eles se vingam e se rebelam. É como se fosse um código de honra que leva a pessoa a se vingar e a não aceitar a humilhação. Se dialogarmos com eles e enxergarmos grandes valores que possuem e atee grandes misticos como Rumi e outros e com isso desmontarmos o sentimento de humilhação poderemos conviver na diferença e todos na mesma casa comum e não temos outra.
      lboff

      Curtir

      • Leonardo
        Não podemos esquecer que os islamitas nos odeia e matam, tanto no Oriente Médio como no Ocidente.
        Se os islamitas se sentem humilhados pelos ocidentais, então não deviam se infiltrar na Europa, para nos matar!!!
        Portanto mais uma vez confirmo o que escrevi, e, o que acontecerá:

        MUITAS SÃO AS ESPECULAÇÕES, PORÉM A REALIDADE É APENAS UMA:

        NOVA ORDEM MUNDIAL, ficará sob a coligação EURO-ASIÁTICA (Rússia & China), e qualquer esperança que os muçulmanos tinham em dominar o mundo, e impor sua Seita Pedofílica e política, na qual a pedofilia é legalizada por lei do ISLÃ, chamada islamismo, está chegando ao fim.
        CHINA já está dominando o mundo inteiro. Na Europa, estão distribuídos conforme o número de habitantes dos países, em que vivem, quase matematicamente: 30% de chineses e coreanos, inclusive na Austrália e Canadá.
        Inteligentes, trabalhadores e disciplinados, é a única nação que têm condições estratégicas, para colocar ordem no planeta Terra.
        E, juntamente com a Rússia, combatem, sem piedade, os Terroristas islâmicos.
        Os chineses já declararam: VOCÊS NÃO PODEM NOS DETER!!!
        Palavras que demonstram segurança e não mera esperança. E ninguém os deterá, para o bem da humanidade.
        CHINA é o único país que tem míssil invisível ao radar, podendo ser lançado para qualquer país do mundo, em minutos, sem ser interceptado
        .
        Finalizando: O ANTI-CRISTO (vidência), se enquadra, perfeitamente, à uma nação cuja religião oficial é o ateísmo. Assim sendo, os megalomaníacos que sonhavam em ser o “escolhido”, se enganaram, porque nunca lhes passou pela mente que poderia ser uma nação: CHINA !!!

        Obs.: A Nova Ordem Mundial, entrará em vigor, ainda nessa década

        Curtir

  9. NOVA ORDEM MUNDIAL, ficará sob a coligação EURO-ASIÁTICA (Rússia & China), e qualquer esperança que os muçulmanos tinham em dominar o mundo, e impor sua Seita Pedofílica e política, na qual a pedofilia é legalizada por lei do ISLÃ, chamada islamismo, está chegando ao fim.
    CHINA já está dominando o mundo inteiro. Na Europa, estão distribuídos conforme o número de habitantes dos países, em que vivem, quase matematicamente: 30% de chineses e coreanos, inclusive na Austrália e Canadá.
    Inteligentes, trabalhadores e disciplinados, é a única nação que têm condições estratégicas, para colocar ordem no planeta Terra.
    E, juntamente com a Rússia, combatem, sem piedade, os Terroristas islâmicos.
    Os chineses já declararam: VOCÊS NÃO PODEM NOS DETER!!!
    Palavras que demonstram segurança e não mera esperança. E ninguém os deterá, para o bem da humanidade.
    CHINA é o único país que tem míssil invisível ao radar, podendo ser lançado para qualquer país do mundo, em minutos, sem ser interceptado
    .
    Finalizando: O ANTI-CRISTO (vidência), se enquadra, perfeitamente, à uma nação cuja religião oficial é o ateísmo. Assim sendo, os megalomaníacos que sonhavam em ser o “escolhido”, se enganaram, porque nunca lhes passou pela mente que poderia ser uma nação: OS CHINESES

    Obs.: A Nova Ordem Mundial, entrará em vigor, ainda nessa década

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s