Fechar

Sublime ironia: golpe implodiu PSDB e MDB, e o PT sobreviveu com Lula/Haddad:R.Kotscho

Há momentos na vida, quando se trata do destino de um país especialmente da situação dos pobres, que Jesus chama de “meus irmãos menores”(Mt 25,40), devemos ter um lado, o lado deles e daqueles que querem politicamente representar a sua causa. É o caso atual, no qual o país está quase naufragando na miséria de milhões de desempregados e de famintos, temos que escolher um candidato de confiança que, declaradamente, quer colocar o Estado a serviço de todos mas especialmente dos mais carentes. Não podemos regredir aos tempos sinistros  da ditadura militar, tendo à frente da nação eventualmente dois militares, com ideias as mais exdrúxula e anti-povo. Por isso devemos votar com consciência e responsabilidade pelo futuro de nosso país com justiça social, com paz para que a sociedade, no dizer de Paulo Freire, não seja tão malvada e não torne tão difícil o amor. Por isso publicamos este artigo de um dos melhores jornalistas do pais, Ricardo Kotscho, com muitos prêmios, tirado de seu Blog Balaio do Kotscho: Lboff

“As redes sociais deram o direito à palavra a uma legião de imbecis que antes falavam apenas em um bar” (Umberto Eco, escritor e filólogo italiano, em junho de 2015).

***************************

A 15 dias da eleição, só uma coisa já é certa: PSDB e MDB, os grandes partidos da aliança golpista de 2016, cevada pela Lava Jato e pela velha mídia, já estão fora do segundo turno, relegados ao bloco dos nanicos.

E o PT de Lula, o principal alvo da operação para derrubar Dilma, sobreviveu com Fernando Haddad, na bica para ir ao segundo turno contra Jair Bolsonaro.

A legião de imbecis que ocupou todos os espaços nos últimos anos, ao fazer das redes sociais nativas o campo de combate do antipetismo, não se deu conta de que gerou em seu ventre esta excrecência da extrema-direita ululante das viúvas da ditadura.

Ficaram pendurados na brocha e só lhes restou aderir ao capitão e ao general ensandecidos para impedir a quinta vitória consecutiva do PT nas eleições presidenciais.

Este é o resumo da ópera bufa lavajatense, que vai chegando ao seu clímax, depois de Lula comandar da sua cela solitária em Curitiba a derrocada de quem o condenou e prendeu.

O PT não morreu e agora assiste de camarote à agonia dos seus algozes.

Uma cena singela na madrugada de sexta-feira, retratada pela repórter Anna Virginia Balloussier, na Folha deste sábado, é emblemática desta reta final de campanha.

É a foto do tucano Geraldo Alckmin tomando café sozinho, acompanhado apenas de dona Lu, numa lanchonete deserta de beira de estrada, após o debate dos presidenciáveis na TV Aparecida.

Cercado de mesas e cadeiras vazias, sem nenhum militante, assessor, segurança ou mísero puxa-saco a seu lado, Alckmin era o símbolo de uma era que acabou.

A carta-desespero que FHC enviou aos eleitores na véspera, para tentar ressuscitar a candidatura tucana, pode agora ser colocada na lápide do partido que nos últimos 16 anos se dedicou apenas a destruir o adversário.

Para completar o clima de fim de feira da direita golpista, na mesma noite o patético bilionário Henrique Meirelles, candidato só dele mesmo e do que restou do MDB, jogou no ar seu último trunfo: prometeu liberar a maconha.

Ainda que não vá para o segundo turno, pois permanece aberta a disputa com Ciro Gomes pela segunda vaga, o PT sai desta campanha maior do que entrou, adiando mais uma vez o fim anunciado tantas vezes pela legião de imbecis preconizada por Umberto Eco.

Lula sozinho deu um xeque-mate na elite brasileira, no carcomido establishment, que entronizou Michel Temer no Palácio do Planalto, e agora junta os cacos de um país dilacerado, quebrado, de volta ao passado de fome, miséria e desemprego.

Por onde passa em suas viagens pelo Brasil, seu herdeiro Fernando Haddad é recebido com as mesmas festas que fariam para Lula, se ele pudesse ser candidato, em contraste com seus adversários.

Como ele mesmo anunciou na véspera de ser preso, a ideia sobreviveu ao homem Lula, condenado sem provas, realimentando a esperança de milhões de brasileiros destituídos de seus direitos básicos de cidadania.

Ainda não dá para saber quem vai ganhar, mas já se sabe quem perdeu esta eleição.

Entre a volta à ditadura militar de triste memória e o futuro das novas gerações, o país joga o seu destino nas urnas no próximo dia 7 de outubro.

Falta pouco agora.

Vida que segue.

9 comentários sobre “Sublime ironia: golpe implodiu PSDB e MDB, e o PT sobreviveu com Lula/Haddad:R.Kotscho

  1. Perfeita análise… Kotscho sempre com sua lucidez e sintese certeira.
    Bendito Leonardo Boff ao nos presentear com este texto.

    Curtir

  2. está e verdade dos fatos para que apostara ao contario o seja a destruicao de um partido polituco e muito mas do que jsto da esperanca de um povo..

    Curtir

  3. O único porém que anula completamente a credibilidade do artigo, é o fato de se teimar que a condenação do guia foi realizada sem provas. O que é um desrespeito à Justiça enquanto instituição. Isso não surpreende que conhece a nossa esquerda e sua propaganda.

    Curtir

    • Amaurih, sua afirmação vai contra os maiores juristas brasileiros e estrangerios que analisaram os autos. Não seja ingênuo: o Judiciário é parte de um golpe contra a nação e contra as políticas sociais que travam a voracidade dos rentistas e dos endinheirados. Lula desafiou Moro a apresentar uma única prova, e eu fui portador e o digo em todas as platéias. Se houver uma sequer, ele quer ser no ato preso, condenado e levado à prisão. E até agora não apresentou nenhuma prova com referência ao triplex. Não creia na midia golpista que sempre apoiou todos os golpes e querem liquidar com um partido de base popular. Admiro-me que vc se coloca desse lado.lboff

      Curtir

  4. Deus ao se fazer homem para salvar a humanidade se fez pobre, escolheu este lado.Na verdade perante Deus todos somos pobres, dependentes d’Ele a começar pela vida.A Riqueza Verdadeira é o próprio Deujs, o Amor. Políticos, governantes, pessoas sem AMOR são os VERDADEIROS POBRES!

    Curtir

  5. Estou com muito receio da reacao da direita golpista. Nessas alturas ja possuem uma estratégia montada para impedir a esquerda de suumir a presidencia do país. Bolsonaro lunático nao é tb a saida da direita… parece q teremos muitos problemas a seguir…..

    Curtir

  6. Deus te ilumina sempre!!!! “Pax Vobis” A Paz esteja convosco (Jo. 20,21). Viva a Vida sempre!!!!
    Coligação O POVO FELIZ DE NOVO = PT / PCdoB / PROS / 2019-2022 SOBERANIA NACIONAL E POPULAR NA REFUNDAÇÃO DEMOCRÁTICA DO BRASIL
    1.1 SOBERANIA NACIONAL E POLÍTICA EXTERNA ALTIVA E ATIVA
    1.1.1 Integração regional como base para a inserção do Brasil no mundo
    1.1.2 Integração global, relações com a África e os BRICS
    1.2. RECUPERAR E FORTALECER A SOBERANIA POPULAR 1.2.1 Revogar o legado do arbítrio
    1.2.2 Promover uma ampla reforma política com participação popular
    1.2.3 Promovera reformado Estado
    1.2.4 Promovera reformado Sistema de Justiça
    1.2.5 Promover o equilíbrio e justiça previdenciária
    1.3 PROMOVER A DEMOCRACIA, O PLURALISMO E A DIVERSIDADE NA MÍDIA
    1.4 O BRASIL PRECISA DE UM NOVO PROCESSO CONSTITUINTE: A SOBERANIA POPULAR EM GRAU MÁXIMO PARA A REFUNDAÇÃO DEMOCRÁTICA E O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS
    2. INAUGURAR UM NOVO PERÍODO HISTÓRICO DE AFIRMAÇÃO DE DIREITOS
    2.1 PROMOVER POLÍTICAS PARA AS MULHERES VISANDO A IGUALDADE DE GÊNERO
    2.2 PROMOVER POLÍTICAS DE IGUALDADE RACIAL
    2.3 PROMOVER OS DIREITOS DAS JUVENTUDES
    2.4 PROMOVER A CIDADANIA LGBTI+
    2.5 PRIORIZANDO A PRIMEIRA INFÂNCIA
    2.6 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DOS IDOSOS
    2.7 PROMOVER A INCLUSÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
    2.8 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DOS POVOS DO CAMPO, DAS FLORESTAS E DAS ÁGUAS
    2.9 DEFENDER OS DIREITOS DOS CONSUMIDORES
    2.10 PAÍS DE TODOS E TODAS
    3. NOVO PACTO FEDERATIVO PARA PROMOÇÃO DOS DIREITOS SOCIAIS
    3.1 EDUCAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DAS PESSOAS E DO PAÍS
    3.2 SAÚDE COMO DIREITO FUNDAMENTAL
    3.3 SUPERAÇÃO DA POBREZA E ASSISTENCIA SOCIAL
    3.4 SEGURANÇA PÚBLICA CIDADÃ
    3.4.1 Plano Nacional de Redução de Homicídios
    3.4.2 Nova política sobre drogas
    3.4.3 Plano Nacional de Política Criminal e Penitenciária
    3.4.4 Sistema Único de Segurança Pública – SUSP
    3.5 CULTURA PARA GARANTIR A DEMOCRACIA, A LIBERDADE E A DIVERSIDADE
    3.6 AGENDA DE FUTURO PARA O ESPORTE BRASILEIRO
    4. PROMOVER UM NOVO PROJETO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO
    4.1 PLANO EMERGENCIAL DE EMPREGO
    4.2. ESTRUTURANDO UM NOVO PROJETO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO
    4.2.1 Política Nacional de Desenvolvimento Regional e Territorial – PDRT
    4.2.2 Emprego, ocupação e renda para todos
    4.2.3 Planejamento, coordenação e financiamento do investimento público
    4.2.4 Nova política macroeconômica e reforma tributária
    4.3 ESTRATÉGIA DE EXPANSÃO PRODUTIVA
    4.3.1 Reindustrialização para o desenvolvimento nacional
    4.3.2 Fortalecendo o empreendedorismo
    4.3.3 Ampliação e requalificação da infraestrutura
    4.3.4 Investimentos em Ciência, Tecnologia e Inovação
    4.4 TURISMO E DESENVOLVIMENTO: MAIS BRASIL PARA O MUNDO E PARA OS BRASILEIROS
    5. TRANSIÇÃO ECOLÓGICA PARA A NOVA SOCIEDADE DO SÉCULO XXI
    5.1 ECONOMIA DE BAIXO IMPACTO AMBIENTAL E ALTO VALOR AGREGADO
    5.1.1 Acumulando competências e aprendizados para inovar
    5.1.2 Políticas de financiamento e Reforma Fiscal verde
    5.1.3 Infraestrutura sustentável para o desenvolvimento
    5.1.4 Soberania energética
    5.1.5 Diversificando a matriz de transporte
    5.1.6 Novo modelo de mineração
    5.2 PROMOÇÃO DO DIREITO HUMANO À ÁGUA E AO SANEAMENTO
    5.3 VIVER BEM NAS CIDADES
    5.3.1 Novo marco regulatório de desenvolvimento urbano
    5.3.2 Garantindo o direito à moradia
    5.3.3 Diálogo federativo na construção de soluções para os problemas urbanos
    5.3.4 Mobilidade e acessibilidade urbana: uma cidade ágil que valoriza a vida
    5.3.5 Cidades resilientes, menos poluídas e mais iluminadas
    5.3.6 Gestão de resíduos
    5.4 VIVER BEM NO CAMPO
    5.4.1 Produzir alimentos saudáveis
    5.4.2 Políticas para o agronegócio
    5.4.3 Democratização da terra e reforma agrária
    5.4.4 Fortalecer a agricultura familiar de base agroecológica
    5.4.5 Aquicultura e pesca
    5.4.6 Direitos humanos e sociais no campo
    5.4.7 Viver bem no semiárido
    5.4.8 Proteção e defesa dos animais
    5.5 DESMATAMENTO ZERO, PROTEÇÃO DA SOCIOBIODIVERSIDADE E O PAPEL DA AMAZÔNIA NA TRANSIÇÃO ECOLÓGICA
    5.6 NOVA GOVERNANÇA PARA A TRANSIÇÃO ECOLÓGICA
    5.6.1 Educação ambiental

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Voltar Para o Topo
%d blogueiros gostam disto: